• Image
  • Image

Você está aqui » Foco na Pele » Rosácea

Rosácea

O que é Rosácea?
A rosácea é uma doença inflamatória crónica que afeta o rosto. É prevalente entre indivíduos de pele clara e é mais comum em mulheres. As lesões cutâneas características (vermelhidão, vasos sanguíneos visíveis, pápulas e pústulas) aparecem no meio da face (testa, nariz, bochechas) entre 20 e 50 anos. Vermelhidão devido a alimentos picantes, álcool, mudanças climáticas, sol, água quente etc, muitas vezes têm um impacto negativo na vida social dos pacientes. Picadas, ardor, sensibilidade da pele e intolerância aos produtos cosméticos são também muito comuns e em alguns casos os olhos podem tornar-se vermelhos, secos e coçar.

Resumo da doença

Descrição

["roh-ZAY-sha "]

Rosácea é uma doença comum da pele que muitas vezes começa como vermelhidão nas bochechas, nariz, queixo, ou na testa. Muitos pacientes acham que esta vermelhidão pode ser desencadeada por fatores externos como mudanças de temperatura ou certos alimentos e bebidas. Ela também pode ser desencadeada por estresse e às vezes é confundida com rubor.

A rosácea afeta igualmente homens e mulheres. As mulheres podem ser mais propensas a experimentar a rosácea, no entanto os homens são mais propensos a ter formas mais graves da doença. Inicialmente pessoas com rosácea muitas vezes acham que esta vermelhidão aparece e desaparece, mas ao longo do tempo determinadas áreas do rosto pode ficar vermelhas. Essas áreas, por vezes, têm vasos sanguíneos visíveis ou pequenas espinhas que podem parecer semelhantes a acne. Tal como acontece com acne, há alguns microorganismos que parecem desempenhar um papel nos sintomas. No entanto, é importante perceber que a rosácea não é infecciosa, e não pode ser transmitida a partir de uma pessoa para outra. Algumas pessoas também possuem pele mais sensíveis à irritação e podem sentir ardor ou sensação de coceira. (Powell 2005)


Diagnóstico

Não há nenhum teste específico para diagnosticar a rosácea. Um dermatologista ou outro profissional de saúde normalmente poderá fazê-lo do exame clínico da pele afetada. No entanto, o médico pode fazer várias perguntas que podem ajudar a garantir um bom diagnóstico ou até mesmo descartar outras doenças de pele. Estes incluem questões sobre: (Powell 2005)

  • Ascendência: Pessoas de ascendência europeia ou da América do Norte são mais propensas a ter rosácea 
  • Histórico familiar: Você está mais propensos a ter rosácea se alguém na sua família também o tiver
  • Medicamentos: Reações a certos medicamentos podem causar sintomas semelhantes à rosácea

Consequências emocionais

Os efeitos da rosácea vão além dos problemas de pele - existe um componente emocional da doença. Pesquisas têm demonstrado que estas consequências emocionais frequentemente têm um peso grande nas pessoas com rosácea. Em uma pesquisa recente feita pela National Rosacea Society com cerca de 500 pessoas com rosácea, 42% relataram se sentir tristes ou deprimidas devido a aparência de suas peles. Na pesquisa a rosácea ficou em segundo lugar na lista de preocupações relatadas, atrás apenas do ganho de peso, deixando para trás outras preocupações comuns com as rugas, queda de cabelo e celulite. 

MENSAGENS-CHAVE:

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE A ROSÁCEA

  • A rosácea é uma doença de pele que ocorre em homens e mulheres, e é mais comum em pessoas de ascendência europeia ou Norte Americana

  • A rosácea normalmente começa como vermelhidão da pele e pode arder em determinadas situações; ao longo do tempo as áreas afetadas podem ficar vermelhas, vasos sanguíneos visíveis e espinhas podem aparecer

  • O seu médico normalmente irá diagnosticar rosácea examinando sua pele, no entanto, podem ser feitas perguntas sobre ascendência, antecedentes familiares, ou outros medicamentos para confirmar o diagnóstico      

  • Rosácea exerce uma carga emocional significativa, e pode levar à ansiedade

Causas, fatores desencadeantes e de risco

A causa exata da rosácea é desconhecida, mas os investigadores pensam que fatores genéticos e ambientais desempenham seu papel. Quase um terço das pessoas com rosácea têm uma história familiar da doença, o que sugere que a importância do fator genético. Pessoas com rosácea também descobriram que existem vários fatores ambientais como "gatilho" para a doença. Você pode notar que alguns desses fatores em sua vida diária acionam os seus sintomas da rosácea, como vermelhidão facial. Os gatilhos podem ser muito diferentes de uma pessoa para outra, e é importante que você possa manter o controle de seus gatilhos para ajudá-lo a evitá-los e minimizar crises.

Os fatores que podem desencadear rosácea incluem: (National Rosacea Society)

GATILHO

 % DE PACIENTES AFETADOS

A exposição ao sol 

81

O estresse emocional 

79

Tempo quente 

75

Vento 

57

Exercícios pesados 

56

Consumo de álcool 

52

Banhos quentes 

51

Clima frio 

46

Alimentos picantes 

45

Humidade 

44

Calor interior 

41

Certos produtos de cuidados da pele 

41

Bebidas quentes 

36

Certos cosméticos 

27

Medicamentos 

15

Condições médicas 

15

Certas frutas 

13

Carnes marinadas 

10

Alguns vegetais 

9

Produtos diários 

8

Data based on an unscientific survey by the National Rosacea Society of 1066 patients with rosacea.

Há também os fatores de risco conhecidos para a rosácea. Enquanto qualquer um pode desenvolver a rosácea, esses fatores podem alterar os seus sintomas de risco mostrando:

História de família

 

30% dos pacientes com rosácea têm uma história familiar da doença. Isto significa que se a rosácea ocorre em sua família, você terá mais chances de tê-la (Powell 2005)

Cor da pele

Pessoas com pele clara, especialmente as de ascendência Europeia ou Norte Americana possuem maior risco. (Powell 2005)

Idade

Pessoas entre 30 e 60 anos são mais propensas a desenvolver a rosácea, especialmente as mulheres desta idade passando por menopausa (Mayo Clinic)

Vermelhidão

Pessoas que sofrem de rubor frequente são mais propensos a serem diagnosticados com rosácea (Mayo Clinic)



Este é um site focado em educar o público e pacientes sobre as condições da pele e os diferentes tipos de tratamentos que estão disponíveis para gerenciar essas doenças. As informações contidas neste site servem unicamente para ajudá-lo a entender melhor as doenças de pele, visando auxiliar a comunicação entre você e seu o seu médico.


 

 


Descubra mais sobre a Galderma e outras inovações.

Notificación | Galderma

Responsabilidade corporativa

Crescendo como uma comunidade dermatológica responsável

Descubra algumas das iniciativas positivas em que estamos envolvidos em todo o mundo.

MAIS +